Arquivo da tag: Mandamentos do Advogado

[Mandamentos do Advogado] Número 10: Ama a tua profissão

Todas as segundas e sextas-feiras até a semana do advogado, estaremos relembrando aos profissionais os Mandamentos do Advogado, escrito por Eduardo J. Couture, com comentários dos mandamentos, gestão e tecnologia.

Aproveitem!

Ama a tua profissão. Trata de considerar a Advocacia de tal maneira que no dia em que teu filho te peça um conselho sobre o seu destino, consideres uma honra para ti propor-lhe que se faça Advogado!

Quantas e quantas vezes observamos advogados falando mal de advogados e da sua profissão!

Parece que ao falar das mazelas da profissão nos tornamos menos parte dela e mais como um terceiro falando o que não vivencia, mas entende.

Problemas existem em todas as profissões. O que seríamos de nós sem problemas?

Aliás, o que seriam todos os advogados sem problemas? Não precisariamos de leis, juízes, promotores, etc. Seria tudo um paraíso. Mas, o que aprenderíamos com isto?

Nada.

Problemas são a mola mestra do conhecimento. (Menos para Mario Quintana que diz que a mola mestra da evolução da humanidade é a preguiça, pois se não fosse a preguiça o homem não teria inventado a roda).

Devemos nos orgulhar de ser advogados!

Estamos a dois dias do nosso dia. Não apenas o dia do pindura. Mas, o dia do advogado. Aquela profissão que está na constituição que é INDISPENSÁVEL para a administração da justiça.

Você é ou não indispensável para se fazer justiça?

Pense bem, a advocacia é um misto de amor, luta, paixão, verdade, quiça um pouco de vaidade e muito conhecimento. Com certeza não é para qualquer um.

Você está preparado? Não apenas para advogar, mas para ter orgulho de dizer ao seu filho que ser advogado é uma honra?

Pense nisto.

[Mandamentos do Advogado] Número 9: Esquece

Todas as segundas e sextas-feiras até a semana do advogado, estaremos relembrando aos profissionais os Mandamentos do Advogado, escrito por Eduardo J. Couture, com comentários dos mandamentos, gestão e tecnologia.

Aproveitem!

Esquece. A advocacia é uma luta de paixões. Se em cada batalha fores carregando tua alma de rancor, dia chegará em que a vida será impossível para ti. Terminado o combate, esquece tanto a vitória como a derrota.

Este mandamento nos remete a três questões fundamentais da vida advocatícia:

1. Perdão.

2. Lição.

3. Visão

O Perdão é algo mais do nobre e valoroso. É a única forma de não enlouquecer. Nas palavras de Shakespeare, guardar rancor é tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra. Devemos perdoar. Perdoar de coração e não apenas de boca. Agora, apenas perdoar não é suficiente. Devemos aprender a lição e termos visão.

De nada adiantará teres uma derrota na vida e não buscar nesta derrota os ensinamentos dela decorrentes. Aprender a lição com a derrota é muito mais importante do que ser derrotado.

Da mesma forma, se perdoares, aprenderes a lição com o teu perdão e não buscares a visão holística de tudo que aconteceu, não conseguirás dar a volta por cima.

Devemos ver tudo como um processo de início meio e fim, sendo o único fim possível reerguer-se em prol do sucesso.

Esquece, como manda do mandamento.

Mas, ao mesmo tempo aprendes a lição e com visão de todo busque o sucesso!

[Mandamentos do Advogado] Número 8: Tem Fé

Todas as segundas e sextas-feiras até a semana do advogado, estaremos relembrando aos profissionais os Mandamentos do Advogado, escrito por Eduardo J. Couture, com comentários dos mandamentos, gestão e tecnologia.

Aproveitem!

Tem fé. Tem Fé no direito como melhor instrumento para a convivência humana; Na justificação, como destino normal do Direito; Na Paz, como substituto bondoso da Justiça; E, sobretudo, tem Fé na Liberdade, sem a qual não há Paz ou Direito.

O quão belo é este mandamento!

Lendo-o percebemos que seu autor não buscou uma crença divina (o Estado deve ser laico), mas sim a fé na própria instituição. Não uma fé cega, sem paradigmas. Mas uma fé no próprio direito como instrumento da convivência humana.

Elencou adjetivos como a paz, liberdade e justificação.

Em suma, quis dividir com todos o quão bela é esta profissão de advogado: Sua fé na justiça é sempre presente.

E você? Tem fé na sua profissão? Acredita no futuro dela?

Mesmo não sendo eu mais advogado atuante, vejo nos meus clientes (escritórios jurídicos) muitos com o sonho vivo de uma advocacia mais forte, unida e sobretudo valorizada.

É ver nestas pessoas que construiram suas carreiras em cima do direito, do ideal de justiça e verdade que me faz acreditar cada vez mais que devemos lutar e conquistar nossa independência e valorização como profissionais!

Acredite! Tenha Fé! Somente a sua fé e amor poderão alterar as mazelas do dia a dia.