Arquivo da tag: Disney

Sonhar pra quê?

Muitos dizem que sonhar é para inocentes, para quem não tem metas na vida, para quem acha que a vida é um brinquedo.

Discordo.

Sonhar é para os fortes. Os fracos são aqueles que executam os sonhos daqueles que ousaram dormir, sonhar, planejar e executar.

Sonhar é para encontrar o alento para as dificuldades.

Não devemos fazer do sonho nossos senhores, mas sonhar faz parte da criação de novos produtos e negócios, sonhar recupera as energias para um novo dia produtivo de trabalho, sonhar é o alimento da alma e do coração.

Divido as palavras de Walt Disney sobre sonhar:

 

Durmo para…

“E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar…

Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.

Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.

Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.

Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.

Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.

Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.

Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tivesse sido.

Deixei de me importar com quem ganha ou perde.

Agora me importa simplesmente saber melhor o que fazer.

Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.

Aprendi que o melhor triunfo é poder chamar alguém de”amigo”.

Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, “o amor é uma filosofia de vida”.

Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser uma tênue luz no presente.

Aprendi que de nada serve ser luz se não iluminar o caminho dos demais.

Naquele dia, decidi trocar tantas coisas…

Naquele dia, aprendi que os sonhos existem para tornar-se realidade.

E desde aquele dia já não durmo para descansar… simplesmente durmo para sonhar.”

Walt Disney

 

Então, sonhar pra quê?

Para se tornar alguém melhor, mais produtivo, uma pessoa que busca os seus objetivos, sejam em sonhos de sono ou acordados, enfim, alguém que não tem medo de ser alguém melhor a cada dia que passa.

Quais são os seus sonhos?

Destes sonhos, quais você executou efetivamente?

Quais ainda planeja executar?

Algum você desistiu? Porque?

Algum sonho ficou pela metade me sua execução? Porque?

Parece simples, mas toda a sua vida cada nestas cinco perguntas, pense bem antes de responder….

Sonhar pra quê mesmo?

Você decide.

______________________________________________
Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br gustavo@gestao.adv.br

[Sete Lições da Disney] Número 7

Esta é a última sexta-feira que teremos uma das lições de sucesso da empresa Walt Disney, com comentários meus.

Para ler todas as já publicadas, clique aqui.

Lição número 7: Todas as pessoas são importantes.

Você tem alguma dúvida em relação a sétima lição?

Existem muitos profissionais que ao alcançarem degraus altos dentro de empresas, ao obterem reconhecimentos por estudos e títulos pensam que são mais do que outras pessoas.

É a famosa fama.

Um porque é doutor, outro porque tem cargo de chefia, outro ainda porque pensa que pode.

Ledo engano.

Pelo menos, eu disse pelo menos, dois motivos são fundamentais para que todas as pessoas sejam importantes para você.

1. Humildade;

2. Mercado;

Ser humilde é uma benção. Uma pessoa humilde conquista muito, seja pela simplicidade, seja por estar ao lado de todos o tempo todo. Quem aceita pessoas grosseiras ou pedantes é porque não é humilde, é burro. Humildade não é submissão. Humildade significa não querer ser mais do que ninguém, é trilhar o seu caminho sem pisar nas outras pessoas.

Se você é humilde, você sabe que todas as pessoas são importantes.

Agora, se você não é, quem sabe o mercado lhe mostre o quanto isto é importante.

O mercado não perdoa: Se você ficar mal falado, propaganda não resolve, investimento em treinamento pouco adianta, você cria uma marca em volta de você, contra você.

Se você humilha a moça do cafezinho, se você destrata porteiros, se você age como a única pessoa importante fosse você, cuidado, o seu ego pode lhe engolir.

Pesquisas de mercado mostram que o povo gosta daquilo que é próximo dele. Ou seja, se adquire produtos ou serviços por características regionais.

Ao maltratar pessoas, você está agindo de maneira contrária ao mercado. O mercado quer produtos e serviços que se importem com cada um. Ser um número não é diferencial.

Se assim fosse, as empresas de telefonia não seriam campeãs de reclamações no PROCON. Elas tratam as pessoas como número e não com a singularidade que elas merecem.

Você quer ser mais um ou alguém? Começe fazendo isto na sua empresa, no seu dia a dia.

Pense nisto.

_______________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Diretor da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br | blog.gestao.adv.br | gustavo@gestao.adv.br

[Sete Lições da Disney] Número 6

As sextas-feiras temos uma das lições de sucesso da empresa Walt Disney, com comentários meus.

Para ler todas as já publicadas, clique aqui.

Lição número 6: Recompensa, reconhecimento e comemoração.

Você já se perguntou porque um funcionário trabalha?

Melhor ainda, você já questionou ele do porque ele trabalha para você?

Muitas respostas são do tipo:

“gosto de trabalhar aqui, o ambiente é bom”.

“me sinto como em família”.

“o escritório é bom, moderno, importante trabalhar aqui”.

Respostas que parecem boas, mas apenas demonstram que os funcionários não estão adaptados a realidade de mercado. Porque? Trabalhamos para sermos remunerados por isto.

Esta é a grande verdade.

De novo: Trabalhamos para ser remunerados por isto.

Se você pensa que existem outros motivos, está enganado. Os outros motivos são acessórios. O principal é sermos remunerados.

Sabe por que?

Porque o funcionário que trabalha apenas pelo amor a camiseta, na primeira discussão ideológica com o chefe ele vai embora.

Porque o funcionário que pensa que o ambiente é bom e isso é tudo, não vislumbra crescimento, nem plano de carreira, nem nda disto…

Porque o funcionário que vê nos colegas o seu futuro, não sabe o que é melhor para si.

Queremos funcionários coleguinhas que não podemos dizer como fazer isto ou aquilo?

Não. Queremos pessoas comprometidas com o projeto da empresa, que sabem que no futuro da empresa existe a real possibilidade de ser remunerado e crescer adequadamente.

Você investe em recompensas, reconhecimentos e comemora o sucesso com a sua equipe?

Este é um enorme diferencial competitivo….

_______________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Diretor da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br | blog.gestao.adv.br | gustavo@gestao.adv.br