Novas carreiras começam a tomar forma no mundo jurídico

Escritório de advocacia procura “mediador online”. Também há vagas para “treinador pessoal jurídico”, “coordenador de relações com clientes”, “gerente de riscos jurídicos”, “advogado investigador” e outras tantas, que ninguém nunca viu, nas ofertas de empregos jurídicos. Agora, elas começam a fazer parte do cotidiano das bancas americanas.

De uns anos para cá, novos cargos foram criados nos escritórios de advocacia dos EUA para abrigar profissionais com qualificações nada tradicionais. São novas exigências do mercado. Por isso, o perfil do quadro de profissionais das firmas mudou nos novos tempos. E vai mudar mais, de acordo com um levantamento do Jornal da ABA (American Bar Association).

O jornal ouviu administradores de bancas, consultores e “conselheiros jurídicos” bem conhecidos no mercado, para avaliar as tendências. Identificou 15 cargos que foram criados recentemente e mais seis que virão muito em breve — como a de “especialista em protocolo” — do tipo cerimonial.

Alguns desses novos cargos, aparentemente “excêntricos”, sequer fazem sentido no Brasil. Porém, necessidades que não se apresentam no momento podem surgir no futuro, como efeito da globalização. Assim, o levantamento da ABA, além de curioso, pode ser uma pista para escritórios e advogados a fim de aumentar a própria competitividade.

Veja os cargos que, recentemente, passaram a integrar os planos de carreira nos EUA, e quem está dizendo isso:

Gerente de riscos jurídicos
É o profissional que pratica ‘medicina preventiva’ na advocacia. Sua única função é aconselhar os clientes para que evitem problemas jurídicos. Quando têm problemas, não é função desse profissional representá-los.
Fonte: Richard Susskind, acadêmico, futurista e autor de “Tomorrow’s Lawyers” (“Advogados de Amanhã”)

 

Engenheiro do conhecimento jurídico
Sua função é desenvolver ferramentas do conhecimento e expertise jurídica, para criar coisas como ‘árvores de decisão’, aplicáveis a questões jurídicas. O foco do trabalho é encontrar maneiras de solucionar tipos de problemas, em vez de resolver problemas individuais conforme aparecem.
Fonte: Richard Susskind

*É bom observar, nesse caso, que o título de engenheiro no mundo corporativo dos EUA não é exclusivo do profissional formado em Engenharia. Qualquer pessoa com formação técnica considerável pode ocupar um cargo intitulado “engenheiro” de alguma coisa.

 

Especialista em equipes dedicadas aos clientes
Esse profissional é responsável pelo planejamento, execução e gerenciamento cotidiano de um projeto — ou parte de um projeto — para diversos clientes. Supervisiona a definição e o cumprimento dos objetivos, âmbito, custos e cronologias estabelecidos.
Fonte: Joel Henning, consultor jurídico e escritor, do Joel Henning & Associates

 

Supervisor de relações com os clientes e de profissionalismo
Esse profissional supervisiona a atuação dos advogados e funcionários nos relacionamentos da firma externa e internamente. Do ponto de vista externo, certifica-se de que os clientes sejam tratados corretamente por todos os integrantes da banca. Isso inclui a estrutura de honorários, o atendimento e a prestação de serviços. Internamente, supervisiona as estruturas de remuneração, assegura-se de que os advogados mais velhos sejam tratados apropriadamente e jovens advogados sejam contratados e treinados adequadamente.
Fonte: Ronald C. Minkoff, sócio da Frankfurt Kurnit Klein & Selz, chefe do grupo de responsabilidade professional

 

Consultor especializado de confiança
É um estrategista. O profissional a quem a firma recorre toda vez que precisa de uma certa expertise.
Fonte: Richard Susskind

 

Analista de contratos e contenciosos
Captura know-how jurídico em muitas fontes de informação, usando ferramentas analíticas para agregar e sintetizar os elementos essenciais.
Fonte: Kingsley Martin, presidente e CEO da KMStandards

 

Especialista em financiamentos alternativos de contenciosos
Busca financiamento de terceiros para uma grande variedade de casos, incluindo os que envolvem pequenas empresas.
Fonte: Michele DeStefano, professora de Direito da Universidade de Miami, fundadora e cocriadora da LawWithoutWalls

 

Especialista em preços
É uma espécie de assessor financeiro, com funções definidas (ou limitadas). Assessora a administração do escritório em políticas de honorários, negociações de honorários, formas de pagamentos e concessão de descontos.
Fonte: Peter Zeughauser, presidente do Zeughauser Group.

 

Especialista em privacidade
É especializado em compliance no que se refere à arena da privacidade. A crescente regulamentação da privacidade criou uma demanda para o trabalho de compliancenessa área. Normalmente, o trabalho ocorre no lado da defesa. Mas, às vezes, também atende necessidades de demandantes ou do governo.
Fonte: Eric Goldman, professor de Direito da Universidade de Santa Clara e diretor do Instituto de Alta Tecnologia Jurídica

 

Especialista em compliance normativa
É um novo trabalho em escritórios de advocacia e em assessorias jurídicas de empresas, em que a especialização em processos empresariais é importante. Mas o pagamento ainda não está entre os mais altos.
Fonte: David Van Zandt, presidente da New School, ex-reitor da Faculdade de Direito da Universidade Northwestearn

 

Advogado treinador pessoal
É uma espécie de personal trainer jurídico. Ele prepara pessoas para representarem a si mesmas nos tribunais. Faz sentido nos EUA, onde a representação por si mesmo é elevada.
Fonte: Richard Granat, fundador e CEO do Granat Group

 

Mediador online
Faz o trabalho de mediação de disputas entre as partes online. Às vezes, as disputas ocorrem offline, mas as partes concordam em resolvê-las pela internet, por quaisquer conveniências — como economia de custos, de tempo, de energia etc.
Fonte: Richard Granat

 

Executivo de compliance do Departamento de Proteção Financeira ao Consumidor
O CFPB (Consumer Financial Protection Bureau) sequer existia há cinco anos, nos EUA. Agora, as bancas e as corporações precisam de um profissional para cuidar disso.
Fonte: Robert G. Markoff, sócio da Markoff Law

 

Advogado investigador interno
“Interno” significa empregado da firma, apenas. Sua função é fazer investigações para os clientes. Um candidato ideal à vaga é, por exemplo, um ex-promotor treinado em investigações.
Fonte: Will Meyerhofer, JD LCSW, “The People’s Therapist” (“O Terapeuta do Povo”)

 

Futuras carreiras
As necessidades, exigências, métodos, estratégias e a natureza do mercado não param de evoluir. A advocacia acompanha. Veja algumas responsabilidades e novos cargos que vão surgir no mercado, de agora a 2018, de acordo com alguns “visionários”:

Especialista em protocolo
Seu trabalho terá semelhanças com os de um agente de cerimonial do governo, no se refere a relações exteriores. Ele terá a incumbência de orientar os advogados da banca sobre usos, costumes e culturas de outros países à medida que o serviço jurídico se globaliza, para evitar gafes, entre outras coisas.
Fonte: Janice Brown, sócia do Brown Law Group

 

Especialista em bem-estar
Será um profissional bem cotado em assessorias jurídicas de corporações e também em escritórios de advocacia, cuja atribuição é explicada no título do cargo.
Fonte: Janice Brown

 

Técnico de integração
Esse profissional cuida da integração, no escritório, de advogados contratados pelo sistema de “lateral hiring” — significa contratar um advogado bem-sucedido de um concorrente, para cobrir uma área que a banca quer fortalecer, em vez de desenvolver um “prata da casa” ou de contratar alguém que está buscando emprego. Um levantamento da American Lawyer Media, deste ano, revelou que 96% dos sócios administradores das bancas consultadas se esforçam para promover o crescimento do escritório por meio de “contratações laterais”. Mas apenas 28% estão fazendo as coisas certas. Por isso, irão precisar desse profissional, para tornar essa estratégia mais eficaz.
Fonte: Karen Kaplowitz, advogada e presidente da New Ellis Group

 

Economista
Assim chamado nos EUA porque é um profissional que ganhou espaço, primeiramente, nos meios jurídicos latino-americanos. Mas a interpretação não é literal. É um advogado cuja atribuição principal será se certificar de que a empresa cumpra as normas de saúde e de segurança, de forma que os empregados possam evitar as penalidades financeiras.
Fonte: Jay Foonberg, advogado e autor de “How to Start & Build a Law Practice”(“Como iniciar e desenvolver uma firma de advocacia”)

 

Defesa de indigentes
Esse profissional irá cuidar, para a banca, de casos de multas de trânsito e problemas similares em áreas rurais mal servidas por serviços jurídicos e em algumas jurisdições urbanas saturadas, bem como em tribunais municipais. Com problemas financeiros, muitas cidades estão se dedicando mais intensamente a aplicar multas para gerar receitas. Por isso, haverá muito trabalho nesse campo.
Fonte: Heidi Boghosian, diretor-executivo da National Lawyers Guild

 

Recrutador especial de bacharéis em Direito
Ele irá ajudar estudantes e bacharéis em Direito a se preparar e encontrar trabalho em um novo conjunto de carreiras não tradicionais. Fará parte de suas responsabilidades identificar carreiras novas ou emergentes na profissão e desenvolver softwares de treinamento — ou outras formas de treinamento — para esses novos cargos.
Fonte: Richard Granat

Fonte: http://www.conjur.com.br/2013-out-08/novas-carreiras-profissionais-comecam-tomar-forma-mundo-juridico

Anúncios

Marcado:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s