Um conto de Natal… Jurídico!

Um conto de Natal… Jurídico! (Conto de Charles Dickens adaptado por Gustavo Rocha)

Era uma vez um advogado que vivia em um mundo que achava ideal: Peticionava, tinha alguns clientes e sua preocupação era estar mais próximo do judiciário e ganhar causas.

Tinha uma vida estável, confortável e pensava que nada e nunca isto iria mudar.

Sempre tratou a todos com o máximo de orgulho e vaidade, pois ao seu ver, todos deveriam perceber que ele era o dono da razão, o dono da verdade, o profundo conhecedor do universo jurídico!

Na véspera de Natal, eis que o inabalável senhor da verdade está sozinho em sua mansão, pensando em como irá resolver mais um causo, quando ouve um barulho enorme… Então, lhe aparece a figura de seu sócio já falecido, cheio de amarras… Não correntes, mas aquelas presilhas de processos furando seu corpo e amarrado com os elásticos ainda escritos TJRS e TRT 4 Região…

Apavorado, o advogado vaidoso pergunta: Sócio! O que houve com você?

Eis que o sócio responde: Eu vivi para os processos, meu sócio… Vivi num mundo onde apenas os elásticos dos processos eram o meu universo, quanto mais elásticos eu ficava e devolvia os processos sem eles, mais eu me achava rico e feliz… (quem nunca fez isto, não é mesmo?) e pensava que era feliz porque ganhava honorários de 50% em cima de clientes humildes e dos ricos não conseguia cobrar mais de 15%… Por isto, sou hoje furado pelas presilhas dos processos que tanto cultivei em minha existencia terrena…

E o que você quer de mim, sócio?, questionou apavorado, o advogado rabulado em sovinice….

Vim te dar uma chance de se redimir dos furtos, quiçá apropriação indébita dos elásticos dos tribunais e da sua forma de viver… Você terá a visita de 3 espíritos… Não são o juiz, o promotor e o advogado da parte contrária, fique tranquilo….

Um será do passado, outro do presente e outro do futuro… A cada badalada do relógio, um estará contigo… Aproveite esta oportunidade… Eu não posso mais, não aguento mais estes elásticos vagabundos arrebentando em minhas mãos… Nem ter o corpo perfurado por estas presilhas… Aproveite… Aproveite…

E assim, o outro sócio saiu pela janela voando e sofrendo com seus elásticos e presilhas…

O advogado orgulhoso de seus feitos ainda reticente pensou: Deve ser loucura… Aquele whisky do final de tarde devia estar batizado pelo estagiário…

Então, bate o relógio… Do nada, numa fumaça branca aparece um espírito que diz com uma voz cavernosa: Eu sou o espírito do advogado do passado… Vim aqui para te mostrar um tempo que já passou… Então, pegou o advogado cheio de soberba e voou pela janela, lhe levando no tempo ao passado… Mostrou os processos unicamente em papel, as presilhas e os elásticos que desde estagiários ele se apropriava… Mostrou que houve um tempo de preocupação com ideais de justiça e cidadania e que com o tempo estes ideiais se foram… Deram lugar a números e mais números…

O advogado ficou assustado em voltar para a sua mansão depois de ver um passado que para ele parecia presente… Ele ainda se orgulhava de ter sua máquina de escrever… Se orgulhava de não usar computador… Se orgulhava de pagar pouco e querer muito dos colaboradores… Como isto pode ser o passado se eu vivo ainda assim?, pensou ele.

Ainda sem pensar direito, toca novamente o relógio… São duas badaladas… Então aparece um outro fantasma, desta vez de vermelho (cor do advogado e não do papai noel, tá?) e diz, vamos dar uma volta… Então, leva o advogado antiquado para ver a realidade do processo eletrônico, da digitalização de documentos, certificação digital… Leva ele para conhecer a gestão e a tecnologia na área jurídica… Ele fica atônito… Não entende como isto pode fazer a diferença, já que ele ainda vive noutro tempo…

Então, mais rápido que a luz, ele retorna ao seu quarto da mansão… Então pensa: Será que realmente preciso de gestão e tecnologia?

Mal consegue formular a pergunta e uma nuvem preta aporta em seu quarto e com uma mão grande aponta para a janela… O advogado sovina entende e vai ver o que o terceiro espírito quer lhe mostrar…

Ele se depara com um judiciário totalmente informatizado, com números e mais números ditando a gestão, infelizmente sem tantos números assim para a prestação jurisdicional da justiça, mas com números de atendimentos e resultados (???) práticos obtidos… Vê a advocacia cada vez mais eletronica e voltada aos processos coletivos, já que as súmulas vinculantes e outras regras prendem aquilo que se chamava de advocacia tradicional…

E, num passe de mágica, vê morto… Não o advogado, mas o escritório dele… Fechado, as moscas…

Assim, vendo aquela cena funesta ele compreende: Se não mudar agora, no presente, aproveitando a experiencia que adquiri no passado, meu futuro não existirá!

Preciso mudar! Hoje! Agora!

Ele acorda no seu quarto… É dia 24 de Dezembro… Ele decide que vai mudar, que vai inserir mais gestão, mais profissionalismo, mais planos de carreira, planejamento estratégico, mais tecnologia e trabalhar com foco nas pessoas para que os resultados possam ser completos… Vai trabalhar para ser menos arrogante e mais disponível, tanto com colaboradores como clientes… Vai compreender que é dividindo lucros que multiplicam-se resultados…

Ele vai fazer tudo isto… Mas, não hoje, porque é véspera de Natal e ninguém trabalha… Dia 26 para alguns colaboradores, dia 7 de Janeiro para outros ou no retorno das férias para outros ainda (não esquecamos que férias para advogados é no recesso) ele vai aplicar tudo que aprendeu em 3 badaladas…

E você, o que aprendeu disto tudo?

Nem todos teremos a chance deste advogado… Vamos mudar já!

**********************************

Que o espírito de Natal abençoe você de uma forma indelével deixando bondade, amor, carinho e muita paz na sua vida.

Um 2013 recheado de mudança, gestão, tecnologia e amor, pois o trabalho é o amor tornado visível já disse Khalil Gibran.

Que seus sonhos sejam realidade e possa ser o melhor de ti mesmo todos os dias.

Votos sinceros e fraternos! Muita saúde, força e união!

Até 2013, então…

______________________________________________
Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br gustavo@gestao.adv.br

Anúncios

Marcado:,

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s