Dia mundial do consumidor. E você com isto?

Hoje é o dia mundial do consumidor. Muitos sequer sabem da data. Outros não dão a mínima. Infelizmente.

Era para ser uma data pra lá de comemorada, pois consumidores conscientes são o termômetro do mercado. São eles que melhoram as produções das empresas, são eles que dizem as marcas melhores, são eles que fazem a diferença.

Mais uma vez, infelizmente, estamos vendo cada vez menos consumidores exigentes. Temos acompanhado consumidores que aceitam absurdos, calados, quietos. Empresas com lobby que aprovam legislações contrárias ao CDC e parece que tudo está correto. Cito o exemplo das companhias aéreas, onde se um consumidor passar mal e não puder embarcar, irá perder todo o valor que investiu. Já temos o absurdo de preços maiores quando mais perto da data de viagem, ou seja, aceitamos esta lei de mercado como sendo verdadeira (uma afronta ao CDC ao meu ver) e mais, numa situação onde não podemos controlar, como doença, morte de parentes, etc, nos vemos compelidos a perder tudo. Óbvio, perder parte do valor seria normal e justo. Agora a totalidade e o judiciário aceitar isto, uma temeridade.

Cito este exemplo para demonstrar que devemos repensar nossa posição. Não importa se somos advogados, juízes, promotores, vendedores, engenheiros ou qualquer outra profissão. Somos consumidores todos os dias nas nossas relações diárias.

De nada adianta investir milhares de dólares e reais em propaganda, treinamento, se a sua empresa, se o seu negócio desrespeita o consumidor.

Como você trata o seu cliente?

Todos sempre respondem com cordialidade, verdade, amor, carinho, etc. Mas, contudo, todavia, entretanto e também porém, na prática, nem sempre isto acontece.

Os sócios assim respondem porque eles ACHAM que isto realmente acontece, ou porque quando eles atendem o cliente eles o fazem. Mas, você tem indicadores de que seus colaboradores fazem o mesmo?

Quando somos bem recebidos, com cordialidade, respeito, atenção, voltamos aquele lugar. O preço começa a ser secundário. Agora, nos lugares onde somos desrespeitados ou tratados como apenas mais um, somente  e unicamente o preço poderá nos levar até lá de novo.

E no seu escritório?

Como o cliente é recebido? Quais indicadores você possui para averiguar se os colaboradores estão realmente tratando ele adequadamente?

Pense seriamente nisto. Seja consumidor de serviço ou produto, todos somos consumidores. Inclusive o seu cliente.

______________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Diretor da Consultoria GestaoAdvBr
www.gestao.adv.brgustavo@gestao.adv.br

 

Anúncios

Marcado:,

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s