Esta tal fidelidade…

Hoje, 22 de Setembro, é comemorado o dia do amante (temos dia pra tudo neste Brasil).
Algumas características peculiares ao porquê de ter um amante são úteis para raciocinar sobre fidelidade do cliente no negócio.
Uma pessoa procura um amante por vários motivos, mas os mais comuns são:

Rotina do casamento/relacionamento
Com amante não há problemas, só coisas boas
Procura-se algo que não se tem no casamento

Se analisarmos com racionalidade, podemos compreender que estes motivos – trazidos para o universo empresarial – são muito similares.

Rotina do casamento/Relacionamento
Quem não caiu na rotina é porque nunca foi casado, dizem alguns. A rotina é aquilo que fazemos habitualmente, ou seja, já sabemos como será, antecipadamente. O ser humano adora uma rotina, pois acaba não tendo que pensar, basta executar como sempre foi.
Este é um dos maiores riscos do casamento e também da atividade empresarial.
O empresário precisa estar atento, com uma visão de sempre modificar, sempre sair da zona de conforto, senão acaba morto.
Quem não busca ser diferente em um mercado tão competitivo quanto o nosso, está se iludindo. Enquanto ele acha que as vendas estão boas e o mercado aquecido, o concorrente está inovando em soluções/produtos e acaba abocanhando uma fatia expressiva do mercado, que quando o empresário se der conta, já não é mais sua.
O que fazer?
No casamento: flores, passeios, viagens, bombom surpresa, enfim, tudo que possa ser diferente daquilo que normalmente ocorre.
No negócio: parar para pensar em como fazer o trabalho de forma mais eficiente e rápida, sem perder a qualidade.

Com amante não há problemas, só coisas boas
Esta é uma realidade. Enquanto em casa as crianças gritam, mulher te contraria, com a amante é só prazer e diversão. Realidade? Não, uma doce ilusão.
Ilusão, porque a amante não é quem convive contigo, aguenta teu ronco, te aceita com defeitos e qualidades, ela só quer as qualidades e nada mais.
A mesma questão deve ser enfrentada no mundo empresarial. Apenas ofertar as qualidades é maravilhoso, mas o que fazer quando um defeito acontece?
Primeiro, ser realista e não emotivo.
Segundo, ser sincero, tentar enrolar não leva a lugar nenhum.
Terceiro, somente conversar com o cliente depois de achar alguma solução.
Em bom português: Fez bobagem, busque a solução e depois explicite ao cliente o que ocorreu. O famoso jeitinho brasileiro apenas te levará ao mesmo lugar que a amante leva: A decepção amorosa.

Procura-se algo que não se tem no casamento
Por qual motivo alguém quer trocar anos de fidelidade por algo novo?
Justamente por ser algo novo. O novo excita, convida ao prazer, ao diferente, ao que é melhor, mesmo sem sabermos o que é melhor.
No universo empresarial ocorre o mesmo.
Aparece uma novidade, todos saem correndo atrás, mesmo sem saber se aquela novidade é boa ou não.
Marketing? Sim, bastante. Mas, não é a única força, pois o novo sempre atrai.
Solução para a fidelidade:
No casamento: Saia da rotina, procure compreender e conversar com o parceiro(a) e descobrir seus sonhos, ideiais, fantasias para poder realizar.
No negócio: A mesma ideia: pesquise o cliente, descubra o que ele quer e se ele não souber o que quer (teoria bem aceita hoje em dia) oferte algo que o surpreenda, por exemplo, antes do Iphone, ninguém precisava dele, e hoje?

Em resumo,

Esta tal fidelidade anda fora de moda, seja no casamento, seja no negócio. Quer ser e ter fidelidade?
Saia da rotina, surpreenda e escute seu amor e seu cliente. Estas regras com dedicação e trabalho farão da atualidade uma volta ao passado de fidelidade e casamentos com bodas de ouro…

_______________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Diretor da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br | blog.gestao.adv.br | gustavo@gestao.adv.br

Todos direitos reservados.

Anúncios

Marcado:,

Um pensamento sobre “Esta tal fidelidade…

  1. […] This post was mentioned on Twitter by GestaoAdvBr, Gustavo Rocha, Gustavo Rocha, Gustavo Rocha, JusNavigandi Blogs and others. JusNavigandi Blogs said: Esta tal fidelidade… http://bit.ly/9s9XzX […]

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s